A MINHA PRIMEIRA VEZ NUMA QUADRA DE VÔLEI

Cris Arantes

Cris Arantes

Na quinta série somos deslumbradas, não nos consideramos crianças, mesmo sendo.

Imaginem a cena, fui numa aula de ginástica, com uma meia calça branca novinha, me achando o máximo, como se fosse normal. Não sabia jogar Vôlei, nunca tinha estado numa quadra e parecia uma tonta, encantada, quando de repente levei uma bolada na cara, com muita força, caí atordoada. Fui socorrida, disse que estava tudo bem, e continuei.

Meu orgulho não me deixou sair do jogo, fingi que sabia jogar e fiz uma promessa para mim, aprender a jogar e nunca mais levaria uma bolada no rosto. Acabei levando um tombo e furei a meia calça nos joelhos, essa foi a minha estreia no Vôlei.

Realmente me esforcei e aprendi a jogar bem, nunca mais passei vexame. A Rosemary e a Neide Duarte eram minhas parceiras do time. Tivemos um técnico muito eficiente e exigente. Apesar de sermos baixinhas, fizemos parte do time do Colégio por quatro anos seguidos. Participando de todos os campeonatos que éramos convidadas, trouxemos muitos troféus, fase muito feliz da minha vida. Fase de ouro!